"ERRANDO DISCITUR" -

A tradução do latim para "ERRANDO DISCITUR" está ai:"É ERRANDO QUE SE APRENDE". Aqui está um blog para opiniões, informações,poesias e, principalmente, exposições de momentos diversos para comungar com amigos, alunos e ex-alunos.

domingo, 2 de dezembro de 2012

Das Coisas Que Não Quero Mais

Um autor desconhecido disse: " As quatro coisas que não voltam para trás: a pedra atirada, a palavra dita, a ocasião perdida e o tempo passado". 

Eu poderia começar o texto fazendo um desabafo e mudando o título dizendo 10 coisas que não quero mais depois de iniciar com esta reflexão...e culminar o texto com algumas decepções recentes.

Mas como fiquei muito pensativo de algumas semanas para cá, passei a focar em pensamento algumas mudanças e tarefas para 2013 por diante. A minha massa encefálica estará encarregada de alguns serviços ou de algumas tarefas, entre elas:
- Acreditar mais em mim, menos nos outros;
- Não lamentar tanto pelas coisas, inclusive as que acho(achei) perdidas;
- Estar mais próximos de minhas raízes, isto inclui meus amigos do passado que estão presentes. Nunca devemos trocar o velho pelo novo (maioria das vezes fazemos recall);
- Agarrar as novidades que nos são dadas com desapego. Cada dia é outro dia;
- Fazer o que meu coração mandar quando achar que a ele devo obedecer;
- Fazer o que minha consciência determinar como sempre fiz;
- Programar alguma coisa fora dos eixos trabalho\estudos. Lazer é fundamental;
- Cuidar da saúde como um todo (parte mais difícil de comprometer-se);
- Saber discernir entre as pessoas amigas e as pessoas oportunistas - e evitá-las;
- Deixar Deus e minha força de vontade serem meus diferenciais nas conquistas, nas perdas e nas vitórias.

Das coisas que não quero mais:

- Acreditar menos nos outros. O que for dito que esteja escrito, testemunhado... Palavras são falhas,às vezes, quando ditas;
- Não entender o que Deus nos reserva e achar que é mera ação humana o desastibilizar. Deus sabe o que faz.
- Fazer-me presente em eventos, festas e quaisquer manifestações sociais mais para agradar as pessoas do que a mim. Dizer que não gosto não é indelicado, é respeitar minha vontade;
-  Ter medo de oportunidades. Perder as oportunidades é o mesmo que se acovardar;
- Deixar que as pessoas se envolvam nos meus sentimentos. Do meu coração cuido eu. Eu mesmo posso fazer uso dele;
- Levar-me pelas decisões dos outros, sendo apenas parte dos propósitos delas sem reconhecimento merecido;
- Focar a vida apenas no trabalho e não saber o que é não é fazer-nada. Quero viajar, ter lazeres diversos...;
- Estressar-me enquanto os outros estão sorrindo, aborrecer-me enquanto os outros estão bem. Quero ficar zen quando mundo tiver explodindo também;
- Acreditar que todo mundo é amigo. Colegas de trabalho nem sempre são (ou serão) amigos;
- Lembrar mais de Deus quando estou a penar. Quero Deixá-Lo mais em evidência e ter a certeza que Ele me dá vitórias diárias e as perdas Ele vai reparar.

Quero sentir o mesmo clima de maio de 2010,quando uma mudança de visual mexeu com minha estima. Aliás, dali por diante me tornei outra pessoa. Que a (minha) vida se (re)faça a cada dia como tem sido ultimamente. Todo dia fazendo tudo para ser feliz pessoal e profissionalmente... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário